ALENTEJO

PRAÇA DO GIRALDO

Visitar o Alentejo,  em Portugal, é entrar em contado com a história,  com um  passado que continua a sua espera.

Uma região de sabores que encanta os visitantes,  simplicidade transmitida pela a paisagem e  por seus moradores que fazem com que o turista entre totalmente no jeito alentejano de viver, sem pressa, com amor pelo que fazem, por  sua gastronomia, vinícolas seculares  e  artesanatos.

Essa paz e tranquilidade requer tempo para desfrutar dos inúmeros lugares a serem visitados

PRAÇA DO GIRALDO 

Évora

Évora, capital do Alentejo,  é uma  cidade medieval, muito bem conservada  que oferece inúmeros passeios culturais em museus , teatros , muralhas , palácios e um templo romano conhecido como Templo de Diana. A noite o monumento fica mais bonito por causa iluminação perfeita.

Ainda  em Évora , vale sentar-se em uma das  esplanadas dos restaurantes da Praça do Giraldo  e contemplar a arquitetura  e os costumes locais.

O Paço Ducal –  Vila Viçosa

 

Apelidada de  “Princesa do Alentejo” e conhecida também como a “Cidade do  Mármore”, Vila Viçosa fica  localizada no restrito de Évora

aos pés da Serra de Borba.

Sua construção se iniciou em 1501, por decisão do quarto Duque de Bragança, D. Jaime.

Por anos foi residência dos Braganças, mais tarde, residência de férias para os Reis de Portugal, desempenhando um papel importante na história do país. Durante décadas passou  por varias reformas e benfeitorias.  Atualmente  sua fachada tem  110 metros decomprimento  e é a única na arquitetura civil portuguesa de inspiração clássica, considerado um marco histórico-cultural e pode ser visitado regularmente.

 

 VINHEDO DO ALENTEJO

Vinícolas

 

Indo mais para  o interior, existem varias vinícolas que oferecem vinhos e azeites da melhor qualidade com preços muito honesto.

Uma que  não pode deixar de ser visitada é a A Herdade do Esporão. Localizada em Reguengos de Monsaraz, a casa oferece degustação de vinhos e azeites , onde é  possível almoçar na vinícola, com vista para seu vinhedo. Imperdível.

 

Sopa das Pedras.

 

A sopa é  feita com  com muitos ingredientes, a pedra é apenas o “pretexto”. Diz a lenda que um frade , que andava pela região de Almeiri m,   chegou em uma casa com fome , mas orgulhoso demais para pedir comida, pediu aos donos da casa que lhe emprestassem  uma panela para ele preparar uma sopa.  Os donos da casa  comovidos e ao mesmo tempo curiosos lhe emprestaram a cozinha e uma panela.

O frade colocou a panela ao lume só com a pedra, mas logo disse que era preciso temperar a sopa… A dona da casa deu-lhe o sal, mas ele sugeriu que era melhor se fosse um bocado de chouriço ou toucinho. Então, o frade perguntou se não tinham qualquer coisa para engrossar a sopa , como batatas ou feijão que tivessem restado da refeição anterior… Assim se engrossou a sopa “de pedra”. Juntaram-se cenouras a  carne que estava junta com o feijão e, evidentemente, resultou numa excelente sopa.

Comeram juntos a sopa e, no final, o frade retirou cuidadosamente a pedra da panela, lavou-a e voltou a guardá-la no seu bornal… para a sopa seguinte!

 

 

0

Pros

Cons



(Next News) »



deixe uma mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked as *

*

© 2017: RevistaCitta | NewsPress Theme by: D5 Creation | Powered by: WordPress